sábado, julho 31, 2010

sexta-feira, julho 30, 2010

I'm off

Oficialmente de férias. Vou deslocar a velha carcaça para a actividade commumente chamada "a banhos", para ver se a convenço a desculpar-me pela atroz violência a que a vou sujeitar dias depois quando embarcar em mais uma empreitada para a qual o cérebro está preparado, mas que me vai sair do coiro, como já é habitual! Eheheh

Monsanto à la Miller






Deep Colours

quinta-feira, julho 29, 2010

Deep Black

For The Greater Good of God

Are you a man of peace
Or man of holy war
Too many sides to you
Don't know which any more
So many full of life
But also filled with pain
Don't know just how many
Will live to breathe again



More pain and misery in the history of mankind
Sometimes it seems more like the blind leading the blind
It brings upon us more of famine death and war
You know religion has a lot to answer for

quarta-feira, julho 28, 2010

Monsanto II




A "aldeia mais portuguesa de Portugal" segundo o Dr. Salazar e seus asseclas é uma aldeia literalmente cravada na rocha. Muitas das paredes do seu casario são constituídas pelos enormes pedregulhos que por lá se encontram. Aliás, pasme-se, até de telhado os largos penedos servem. É, obviamente, um sítio lindíssimo e apetecível. A subida para o castelo é íngreme e custosa, especialmente debaixo de 40º ao sol. Mas é uma subida valiosa. A aldeia, e, principalmente, o castelo dão um ar de fortaleza impenetrável e inexpugnável. Do alto do castelo somos recompensados com uma vista fantástica que, com o bom tempo que estava, se estendia por muitos e muitos km. Um ambiente fantástico, de cidadela perdida no tempo...

terça-feira, julho 27, 2010

Monsanto



Vencedora do concurso da Aldeia mais Portuguesa de Portugal, realizado durante a época do Estado Novo, Monsanto é, ainda hoje, uma das aldeias beirãs mais bem conservadas, As suas casas de granito e xisto aninhadas no meio de gigantescos blocos de granito conferem-lhe uma graça muito especial.
Localizada na encosta de um monte escarpado - O Cabeço de Monsanto - a 758 metros de altitude, foi desde o tempo dos lusitanos um refúgio por excelência. Importante praça militar, os feitos históricos ligados ao castelo e à defesa da região são inúmeros. Hoje, dele restam alguns vestígios: a Torre de Menagem, a Torre do Pião (século XII) e a Igreja de Santa Maria do Castelo. Fora da muralha, encontra-se a Capela de São Miguel, dos séculos XII/XIII, da qual se diz ter sido erguida sobre um santuário dedicado ao culto de Marte, vendo-se em seu redor algumas sepulturas cavadas na rocha.
Pelo casario, os visitantes podem apreciar as marafonas, bonecas de pano ligadas ao culto da fertilidade, assim como os adufes, instrumentos por excelência da Beira Baixa. No sopé de Monsanto devem também visitar a bonita capela românica de São Pedro de Vir à Corça, do século XIII, erguida num dos locais mais mágicos da região.
Fernando Namora residiu em Monsanto e exerceu aí a sua actividade de médico-escritor. As suas experiências estão relatadas em livros tão conhecidos como "Retalhos da vida de um médico" e "A nave de pedra".

segunda-feira, julho 26, 2010

back





domingo, julho 25, 2010

sábado, julho 24, 2010

sexta-feira, julho 23, 2010

quinta-feira, julho 22, 2010

Iron Maiden - The Final Frontier




E o provável n.º 1...ehehe

Royal Hunt - "The Well"



Top 10 de 2010, definitivamente.

quarta-feira, julho 21, 2010

Passeata Valente






Em ano em que se procuram eleger as sete maravilhas naturais de Portugal, nada mais certo e adequado do que ir ver, in loco, algumas delas! Belas vistas, algumas de difícil acesso mesmo. Mas valeu a pena algumas...err...actividades radicais, digamos, para ver algumas maravilhas que ainda se conseguem descobrir por esse Sul abaixo.